segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

A religião da Terra


Vejo no xamanismo a religião dos filhos da terra, especialmente durante a infância da humanidade.

Na Idade do Bronze, as necessidades das tribos dependiam de uma íntima conexão com as forças da natureza , já que para sua sobrevivência precisavam plantar e colher seus alimentos, caçar e criar seus animais, com o barro construiam suas casas, com o linho teciam suas roupas, tudo era doado pela amada Mãe Terra.

O trabalho era executado por todos e , juntos, acendiam as fogueiras, dançavam em rituais de agradecimento e de fertilidade, respeitando os ciclos do sol (solstícios e equinócios) e da lua.

Era a magia natural, feita com simplicidade e reverência.
Toda tribo tinha seu sacerdote ou sacerdotiza que, desde tenra idade, era preparado
para essa função. Passava por ritos sagrados de iniciação, retiros em cavernas para o desenvolvimento da mediunidade , liberando seu espírito para viajar, mergulhando
em sua própria sombra para renascer depois de encontrar seus animais totêmicos e
descobrir os segredos guardados em sua alma e, também , na alma de seu povo.

Mesmo hoje, depois de crescer tanto intelectual como tecnologicamente,
ainda assim o homem é filho da Terra e dela ainda depende para poder viver.

"Em nome do fogo
em nome dos ventos,
em nome da terra,
em nome das águas,
que as forças da
Grande Mãe
possam nos proteger
e abençoar."



Carmo Tavares.