quarta-feira, 23 de outubro de 2019

Mannaz - Humanidade


O Homem


 A vida na tribo depende de cada indivíduo,  cada qual com seu papel, é importante aprender a  dar e receber ajuda, praticar a humildade e a generosidade e sempre agradecer aos deuses pela vida e pela manutenção do grupo, porque, sem ele, a família perece e a raça declina.
É fundamental o auto conhecimento, a consciência dos próprios valores e também das falhas, para poder contribuir da melhor maneira.
  





 Para Mannaz, o trabalho pode ser filantrópico, o amor pode surgir de uma amizade, e a família não precisa necessariamente  ter laços sanguíneos; momento de integrar nas relações pessoais o lado espiritual, a fim de nos tornarmos melhores pessoas e exercitarmos plenamente a nossa Humanidade.

  




"O povo em sua felicidade
é caro aos seus parentes,
mas todos hão de
separar-se uns dos outros
porque os deuses entregarão
os seus corpos à terra"
poema anglo saxão

sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Ehwaz - Eoh - Um Cavalo






Quando homem e cavalo se encontram, no decorrer da história, entram em intensa sintonia, se unem para cuidar da terra, peregrinar, lutar, levar mensagens, desbravar e percorrer caminhos, como se fossem uma só criatura.
 Do ponto de vista espiritual, muitos deuses e heróis são retratados sobre seu cavalo; em algumas religiões, é chamado "cavalo" aquele que incorpora uma entidade; viajando pelos céus, pode ser veículo de contato com os deuses, e, finalmente, é ele quem  leva seu cavaleiro ao mundo dos mortos.
Odin tem Sleipnir, 
sua montaria mágica, 
e pode viajar por terra, água e ar,
 com suas oito patas, 
 demonstrando sua rapidez e provando que é o mais veloz cavalo do universo.





Ao tratarmos de assuntos mundanos,  facilita a comunicação, as pequenas viagens, as aventuras amorosas; espiritualmente, o cavalo traz a ligação com o animal de poder, o contato com o guia ou mentor que auxilia no processo de conexão com a alma, passo a passo em direção à evolução.



"O cavalo é a felicidade para os nobres
frente aos príncipes;
valorosos em seus cascos,
quando sobre ele 
os heróis a cavalo 
trocam palavras;
é sempre um conforto 
ao fatigado."
onde os heróis ricos
sobre seus cavalos
substituem as palavras
para a inquietação é um conforto."

Berkano- Bétula


                                Gestação







Todo início inspira cuidados especiais.Quando chega a hora de plantarmos novas sementes, a terra deve estar livre de ervas daninhas e velhas raizes, adubada e pronta para receber a vida que chega.


O mesmo se dá conosco; quando entramos num novo projeto, seja ele profissional ou pessoal, antigos fracassos e frustrações já precisam estar superados.


O início de um novo amor pede, também, coração aberto, livre de mágoas ou culpas. Mas todo início é escuro e pode trazer medo, e se assim for, inibirá o fruto que acabará por não vingar.



Há uma árvore que, para os povos antigos, está associada a essa energia, o Vidoeiro Prateado (ou Bétula), que se traduz no significado desta Runa. 




A Runa  Berkano está associada à gravidez e novos planos; com seu caule branco, simboliza a pureza necessária para que os inícios se dêem livres das antigas más energias. Em algumas localidades, no passado, o ano velho era limpo com ramos de Bétula, que também representava proteção. 


 Sua madeira era utilizada para fazer berços e também dela era feito o mastro de maio em comemorações rurais; esses dois usos explicam a relação dessa Runa com a maternidade, filhos e família.

Sua interpretação nos orienta que precisamos ser livres para nossa trajetória espiritual que, antes mesmo de começar, deve ser como um desenho, que é compreendido sem se perder de vista durante a viagem. Os espinhos do caminho não devem ser confundidos com nossa jornada.
Aproveitemos a energia do presente para iniciar algo novo, em detrimento do velho.


"A Bétula não dá frutos,
mas tem brotos sem esforço.
É bela com seus galhos,
carregada de folhas
 que pesam no ar."
poema anglo saxão


Tiwaz - Deus Tyr


O Guerreiro




O propósito, 
a batalha incansável
 e a vitória merecida!

  Runa que faz referência ao deus Tyr, que perdeu sua mão devorada pelo lobo Fenrir enquanto os deuses o amarravam, para,  assim, preservar a ordem cósmica;portanto, é também a runa da honra e da palavra empenhada.








O espírito competitivo está pronto para combater e vencer em qualquer área da vida.
Liderança, virilidade e poder.

 As lutas mais árduas  são as internas, de superação e perseverança, sem perder o foco, seguir adiante com coragem, pois a jornada espiritual começou. 


"Tyr é um símbolo
que tem a confiança dos nobres
Está sempre em movimento
e na escuridão da noite
jamais descansa."

Segundo Aett de Heimdallr





Assim termina o segundo Aett de Heimdallr, depois que o iniciante enfrentou as forças da natureza, impedimentos,  fome, solidão, os resultados da sua colheita, aprendeu sobre resiliência, buscou e encontrou o espírito e a luz em seu caminho;  é hora de iniciar o último Aett de Tyr e seguir rumo ao encontro espiritual.

Sowilo - O Sol


Enfim, o Sol!






Depois do tenebroso e frio inverno, a Luz está de volta, trazendo consigo a vida, todas as melhores bênçãos, a recuperação da saúde, o sucesso, a verdade e a solução para os problemas.
Runa que nos traz a certeza de que tudo ficará bem e o caminho mais fácil, pois está devidamente iluminado.
O bom e doce deus nórdico Baldur, pode ser relacionado a runa Sowilo.







"O Sol é constante alegria para os marinheiros,
quando eles viajam
 por sobre o banho de peixes,
quando eles trazem o cavalo
 das ondas para a terra"


sábado, 12 de outubro de 2019

Algiz -Eolh - Proteção

                 
                                                     


Proteção, um verdadeiro escudo contra ataques espirituais e tentações que venham a desviar o buscador do caminho da iluminação.
Ao surgir, sabe-se que  será necessário praticar atitude abnegada, encontrar  serenidade e paz interior, entender a lição do Alce, que, mesmo forte e firme na terra, tem suas galhadas que crescem em direção ao céu; será preciso harmonizar a vida mundana com o caminho espiritual.








"O junco é muitas vezes encontrado no brejo,
cresce na água;
provoca graves ferimentos,
manchando de sangue
todo guerreiro que tenta pegá-lo."
poema anglo saxão